Skip to content

Tem muita coisa boa, mas melhor não tem.

October 11, 2011

O mais rápido e melhor meio de transporte para ser usado em Amsterdam é o camelo.

A cidade é muito amigável para ciclistas. A malha cicloviária da cidade é gigante, quase todas as ruas tem ciclovia e nas poucas que não tem a bicicleta tem preferência. É tudo muito bem sinalizado para organizar o trânsito de bicicletas, que é o mais intenso entre todos.

As distâncias, topografia e clima da cidade são muito favoráveis ao uso de bicicleta como meio de transporte cotidiano. Amsterdam é uma cidade grande com proporções de cidade pequena e as distâncias são facilmente percorridas de bicicleta. Pelo fato de ser uma cidade plana, não há necessidade nem mesmo de uma bicicleta com marchas, não há montanhas, nem ladeiras grandes para subir. O clima ajuda também, você pode rodar a cidade inteira de bicicleta que muito dificilmente vai chegar suado ao destino final, muitas vezes pedalar te salva de ficar sentindo o frio que costuma fazer.

Acho ainda que é o meio mais rápido de se deslocar pela cidade. O tram e ônibus costumam dar muitas voltas para chegar aos pontos e carros não podem entrar em qualquer rua. O problema maior é achar vaga para estacionar a bicicleta, apesar da cidade ser coberta de paraciclos e bicicletários, estes estão sempre apinhados de bicicletas presas então é muito provável que você tenha que se meter no meio de um monte de bicicleta para poder prender a sua e mais ainda para tirar depois que colocaram pilhas de bicicletas em cima da sua.

Há bicicletas de todas as naturezas aqui, é impressionante a diversidade de modelos que se vê nas ruas. Existem todos os tipos de adaptações para diferentes usos das bicicletas: cestinha na frente, cestinha atrás, carrinho na frente, banco extra no quadro, banco extra na carona, banco extra na frente do guidão …

Também, bicicletas dobráveis. São boas, especialmente se você for andar muito de uma cidade para outra de trem. Com bicicletas normais tem que pagar uma taxa extra pra colocar dentro do trem, já com as dobráveis não. Sem falar que não precisa achar lugar para deixar ela na rua toda vez, pode dobrar que ela fica pequena e dá pra levar pra dentro dos lugares.

o black pearl

O modelo mais comum aqui é a Omafiets que traduz-se para bicicleta da vovó (fiets = bicicleta, oma =vovó). O quadro dela lembra o da caloi ceci, ele é baixinho na frente, é bem confortável de dirigir. Muita gente aqui usa freio contrapedal, então é bem fácil de achar pra comprar bicicletas com esse tipo de freio, eu nunca tinha usado mas me acostumei rápido a ele.

Pra comprar bicicletas aqui tem muitas opções: existem lojas especializadas, lojas não especializadas, vendedores de rua e feiras.

As lojas especializadas que eu encontrei tinham bicicletas muito boas, as melhores, mas foram as mais caras também, talvez tenha sido azar meu. Eu visitei uma chamada Fiets Fabriek.

Em lojas não especializadas também dá pra encontrar umas magrelinhas bem legais. A Hema (uma loja que vende de tudo, desde material escolar, até panelas, roupa de cama) tem umas bicicletas bonitas, mas são muito caras também. O que talvez valha a pena comprar nela são os acessórios para a bicicleta como cestinha, luzes e buzina.

É possível também encontrar pessoas vendendo bicicletas na rua. Mas tem que pensar duas vezes antes de comprar, porque a maioria delas são bicicletas roubadas. São muito baratas, tipo 20 euros, mas se você for pego pela polícia comprando uma delas pode ser preso junto com quem está vendendo.

E tem nas feiras da rua, que tem bicicletas de segunda mão. No mercado de pulgas da Waterlooplein tem várias barracas que vendem, lá é tranquilo, as bicicletas são legais e dá pra negociar bem com os caras. É uma boa idéia ter uma bicicleta de segunda mão em Amsterdam por causa do índice de roubos, a maioria dos moradores tem bicicletas assim, as vezes parece uma competição pra ver quem consegue andar com a bicicleta mais ferrada.

Eu comprei uma omafiets por 70 euros numa barraca do mercado de pulgas, ela está quase nova, muito bom estado mesmo. Ela é a mais comum mesmo por aqui, esse modelo nessa cor: preta com a parte traseira do paralamas branco.

É importante ter as luzes na bicicleta, apesar de muitas pessoas ignorarem isso, senão você pode ser multado a noite. No mercado vende leds que dá pra prender na bicicleta ou na roupa, tanto faz aonde as luzes estejam presas desde que seja luz branca na frente e vermelha atrás. Isso diz muito a respeito de como os holandeses tratam as coisas, eles são bem práticos e objetivos.

Por fim, o artefato mais importante que deve acompanhar a bicicleta é a tranca. O índice de roubo é gigante e é sempre furto, então não há porque se preocupar em ser assaltado e levarem a sua bicicleta, mas se der mole e largar ela sem estar presa direito a chance de perder a magrela é grande.

É isso, em Amsterdam a melhor parada é arrumar uma bicicleta o mais rápido possível pra passear pela cidade. É definitivamente a melhor forma de se deslocar.

Advertisements

From → bicicleta

Leave a Comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: